Dynamic Fatigue Test

Um dos parâmetros mais importantes de um duto flexível é a vida útil que o mesmo possui, já que os hidrocarbonetos extraídos possuem um alto valor agregado e uma falha catastrófica causada pela utilização após a vida útil terminar pode acarretar em um desastre ambiental de grandes proporções. Conforme as características do poço, os dutos flexíveis são submetidos a diferentes carregamentos, sendo necessária uma avaliação do design dos dutos utilizando blocos de carregamentos coerentes com o que é previsto em serviço.

Para que seja feita uma avaliação mais em linha com os carregamentos que um riser de topo é submetido durante sua vida é realizado um teste dinâmico que combina esforços trativos com esforços de flexão em uma amostra de duto flexível com um bend stiffener instalado. Para tal ensaio, a Símeros projetou e comissionou uma bancada com capacidade máxima de carga axial de 5.000kN trativa, combinando com um momento de flexão de até 875kNm. Para simular condições mais severas de trabalho, a Símeros desenvolveu um sistema próprio de anular alagado, onde é possível forçar a passagem de fluido através do anular, monitorando vários parâmetros, incluindo pH, oxigênio dissolvido, pressão e temperatura. Juntamente com os blocos de carregamentos, é imposta uma pressão interna conforme o procedimento, podendo chegar até a 19.000psi.

 

 

Como o ensaio é um ensaio de longa duração, é de grande importância detectar qualquer alteração que possa ocorrer na amostra devido ao dano por fadiga. Para isso, nós desenvolvemos um sistema próprio de detecção de eventos utilizando vários sensores dispostos na amostra, como inclinometros e acelerômetros. A bancada suporta amostras de até 16m com a possibilidade de instalação de bend stiffener e ângulos de flexão de até 15°. Durante o andamento do teste, os dados são tratados e enviados para o cliente através de serviços na nuvem, com robustos sistemas de backup implementados para que possa ser mantida a integridade dos dados.